Connect with us

Comércio

Startup capixaba voltada ao monitoramento ambiental recebe apoio de Fundo de Investimentos em Participação

Apoio é de R$ 2,1 milhões, via Seed4science/Bandes, para equipamentos versáteis e funcionais que atendam às demandas de clientes e mercados.

Postado

on

A Aratu, empresa capixaba de base tecnológica que atua na pesquisa e no desenvolvimento de equipamentos específicos de monitoramento e licenciamento ambiental, é a mais nova empresa investida por um Fundo de Investimentos em Participações (FIP). A empresa, que fabrica equipamentos de qualidade internacional, receberá o aporte do Fundo Seed4Science, que atua no Estado por meio do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), um de seus cotistas.

Criada em 2012, a empresa tem como alvo principal um mercado em crescimento que abrange empresas prestadoras de serviço de consultoria técnica e monitoramento ambiental nos segmentos de pesquisa, mineração, óleo e gás, portuário, entre outras. 

Segundo Nelio Augusto Secchin, diretor-executivo da Aratu, a parceria com o Fundo irá proporcionar o ambiente necessário para consolidar o portfólio de produtos e ampliar a presença da empresa no mercado. A diretora Financeira, Diana Abreu, ressalta que a entrada do FIP S4S viabiliza o desenvolvimento estratégico na busca das melhores práticas de governança, os processos de produção e de comercialização, proporcionando bons resultados para a empresa.

Criada em 2012 pelos sócios Diana Abreu e Nelio Secchin, a Aratu é uma empresa que desenvolve e fabrica equipamentos para pesquisa e monitoramento ambiental para as mais diversas áreas das ciências exatas e naturais. Desde sua fundação, a Aratu prioriza a inovação e o ambiente inovativo de modo a orientar a evolução e os negócios da empresa. Nascida na Tecvitória, incubadora de empresas de base tecnológica com 25 anos de experiência, desenvolveu interações com instituições de ensino e pesquisa, agências de fomento, consultorias técnicas e empresas de diversos segmentos.

“Com a parceria, a Aratu busca um salto na qualidade dos processos internos de gestão e de governança. A Aratu encontrou no Fundo de Investimento e Participações Seed4Science o parceiro ideal para potencializar suas iniciativas e inovações. Juntos, vamos executar os próximos passos estratégicos, garantir padrões de excelência aos produtos, transmitir credibilidade a clientes, parceiros e conquistar mercados”, afirma o executivo da empresa, Nelio Secchin.

O desenvolvimento de produtos da Aratu recebeu diversas premiações pela inovação e qualidade de seu portfólio, como, por exemplo, o prêmio “Excelência em Normalização”, em 2015, na categoria Novos Negócios Industriais (ABNT/Sebrae). Na etapa estadual do MPE Brasil, em 2016, saiu vitoriosa nas categorias “Indústria” e “Destaque em Inovação”. Em 2019, ela figurou no ranking nacional de instituições e empresas que mais depositaram documentos de propriedade industrial no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). Desde 2017, vem realizando interações comerciais com clientes das diferentes regiões do Brasil e de países da América Latina.

A diretora Financeira Diana Abreu ressalta que a entrada do FIP S4S viabiliza o desenvolvimento estratégico na busca das melhores práticas de governança, os processos de produção e comercialização, proporcionando bons resultados para a empresa. “Associando entusiasmo com responsabilidade, elevados níveis de precisão com funcionalidade, inovação com versatilidade e qualidade, a Aratu se estrutura para oferecer produtos e tecnologias que garantam elevados padrões de confiabilidade aos processos de amostragem, para a realização de investigações e monitoramentos ambientais cada vez mais assertivos e holísticos”, explica Diana Abreu.

Fundos de Investimentos em Participação (FIPs)

Esse tipo de investimento é uma modalidade de apoio distinta do crédito tradicional. Os investimentos via FIPs têm uma empresa gestora do Fundo que identifica o potencial de crescimento de um negócio e adquire um percentual de suas ações. Ou seja, o Fundo prospecta empresas e entra como sócio acionista por um período determinado. O Fundo, como acionista, traz experiência e boas práticas que apoiam a gestão e na governança da empresa que, com o tempo, ganha expertise e resultados.

O diretor-presidente do Bandes, Maurício Cézar Duque, destaca que o apoio ao empreendimento está alinhado com o papel do banco de promoção do desenvolvimento sustentável, aliando os aspectos econômicos, ambientais e sociais.

“As mudanças no ambiente de negócios proporcionado pela preocupação ambiental são fatores essenciais na estruturação da política de desenvolvimento regional em que atuamos. O desenvolvimento de soluções inovadoras para atender às demandas ambientais no setor produtivo possui grande perspectiva de crescimento mercadológico, uma vez que todo processo de implantação ou expansão de parques industriais requer uma rigorosa avaliação ambiental de suas atividades, incluindo planos de prevenção e de remediação para acidentes”, enfatiza Duque.

Fundo Seed4Science

O Fundo Seed4Science atua nas áreas de Biotecnologia; Nanotecnologia; Internet das Coisas e materiais avançados; Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), em especial aquelas relacionadas à big data e machine learning, com verticais de aplicação em Agronegócio, Indústria, Saúde e bem-estar e varejo.

Comente Aqui!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *