Connect with us

Comércio

Perfumes, bebidas e produtos importados são campeões de impostos nos presentes do Dia dos Pais

Percentual de tributo chega a 79% do valor final da compra. Mercadoria vinda do exterior também tem preço maior devido à alta do dólar

Postado

em

O Dia dos Pais movimenta tanto o comércio, por ser a quarta data mais importante para vendas, quanto as famílias brasileiras, já que é tradição a compra de presentes para os papais. Mas, na hora de escolher o produto, é importante ficar atento ao valor gasto só com os impostos embutidos. Há casos de tributos corresponderem a mais da metade do valor final do presente.

Publicidade - OTZAds

Levantamento feito pelo advogado tributarista Samir Nemer, com os produtos mais procurados para o Dia dos Pais, aponta para impostos que chegam a até 79% do valor final dos presentes. Esse é o caso do perfume importado.

Em segundo lugar no levantamento está o vinho importado (69,73%), seguido do perfume nacional (69,13%) e o smartphone importado (68,76%). “Nos produtos importados, além da tributação normal (IPI, ICMS, PIS/Cofins) é acrescentado o imposto de importação. Além disso, a alta do dólar tem pressionado o preço desses produtos”, esclarece Nemer, que é sócio do escritório Furtado Nemer Advogados.

No ranking com maior quantidade de impostos, além de bebidas, surgem ainda o tablet importado (59,32%), o tênis importado (58,59%) e o relógio (56,14%).

Publicidade - OTZAds

Menos impostos

Roupas e sapatos costumam ter menos impostos. Bermuda, blazer, camisa social, camisa comum e camisa de time de futebol têm 34,67% do seu valor só de tributos. A calça jeans tem 38,53%, o sapato, 36,17% e o boné, 35,06% de taxas. Mas os presentes com menor quantidade de impostos são os livros, com apenas 15,52%, e ingressos para cinema e jogo de futebol (20,85%).

O ICMS, o IPI e o imposto sobre importação são os que mais “abocanham” o valor dos produtos, pois paga-se até três vezes mais só pela carga tributária. De tudo que o Brasil produz, 33,9% vai para o governo.

Apesar de o Brasil não ter a maior carga tributária do mundo nem da América Latina, o retorno desses valores não é tão claro. De acordo com o ranking do Índice de Retorno e Bem-Estar Social (IRBES), o Brasil é o 30° da listagem, por “ter muito imposto e retorno de menos” para a população.

“O Brasil não tem a maior carga tributária, mas é o país que menos devolve os tributos na forma de benefícios à população”, pontua o advogado.

Publicidade - OTZAds

Veja os principais presentes escolhidos para o Dia dos Pais e seus impostos:

Almoço em restaurante: 32,31%
Cinto de couro: 40,62%
Bermuda: 34,67%
Blazer e Camisa social: 34,67%
Boné: 35,06%
Caixinha de som: 45,81%
Calça jeans: 38,53%
Laptop: 38,62%
Camisa de time de futebol: 34,67%
Smartphone importado: 68,76%
Computador: 33,62%
Espumante nacional: 57,90%
Ingresso para cinema ou jogo de futebol: 20,85%
Carteira: 41,52%
iPad/tablet nacional: 37,79%
iPad/tablet importado: 59,32%
Barbeador elétrico: 48,11%
Gravata: 35,48%
Livros: 15,52%
Óculos de sol: 44,18%
Pacote de viagem: 29,56%
Perfume importado: 79%
Perfume nacional: 69,13%
Pijamas: 34,67%
Porta-retrato: 43,47%
Relógio: 56,14%
Sapato: 36,17%
Celular: 39,80%
TV: 44,94%
Tênis importado: 58,59%
Tênis nacional: 44%
Terno: 34,67%
Vinho nacional: 54,73%
Vinho importado: 69,73%
Vodca e whisky: 67,03%
Chinelo: 31,09%

Comente Aqui!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.