Connect with us

Destaque

Atitudes sustentáveis com água e resíduos são essenciais durante a pandemia

Postado

on

Os meses em que parte da população precisou adotar medidas de isolamento para conter o crescimento do contágio pelo coronavírus, ficando em casa, acabaram servindo para reforçar a importância de incorporar atitudes sustentáveis no dia a dia. Comportamentos que vão desde a necessidade do consumo consciente até a forma adequada do descarte de resíduos para não comprometer as redes de esgoto entraram em pauta.

Dentro de casa, a água é a grande responsável por garantir a higienização adequada das pessoas, dos objetos e do ambiente. E as autoridades de saúde alertam que a prevenção ao coronavírus requer que a higienização das mãos seja levada a sério. Ou seja, somente uma passadinha de água nas mãos não elimina as bactérias e os vírus. É recomendado lavar as mãos com água e sabão num ritual completo que dura de 40 a 60 segundos.

Em Cachoeiro de Itapemirim, a BRK Ambiental, empresa responsável pelos serviços de água e esgoto, ressalta que é fundamental fazer o uso adequado da água, de acordo com o necessário e sem desperdício, praticando o consumo consciente, “Para lavar frequentemente as mãos, por exemplo, não é necessário ficar com a torneira aberta o tempo todo em que faz a higienização com o sabão”, destaca Fernando Cortez, Coordenador Operacional da concessionária.

Da mesma forma, o consumo consciente deve estar presente no momento da higienização dos alimentos e das embalagens. Basta uma solução de uma 1 colher de sopa de água sanitária em 1 litro de água, após a lavagem dos itens com água e sabão neutro. A recomendação é deixar o alimento de molho por 10 minutos.

O aumento da produção dos resíduos domésticos também foi outra mudança acarretada pela presença das pessoas por mais tempo em casa. “Resíduos como resto de comida e papel higiênico, que em algum momento, erroneamente, foram lançados respectivamente na pia da cozinha e no vaso sanitário, tiveram como destino a rede de esgoto, podendo gerar algum tipo de problema. Entre eles, entupimento das ligações ou das redes e consequentes extravasamentos, podendo causar até retorno de esgoto para dentro dos imóveis, colocando em risco a saúde e o bem-estar de todos”, explica Fernando Cortez.

Mensalmente, a BRK Ambiental em Cachoeiro recolhe aproximadamente 20 toneladas de resíduos das redes coletoras de esgoto do município, entre eles restos de comida, fios de cabelo, fio dental, preservativos, cotonetes, guimbas de cigarro, absorventes, sacolas plásticas e, até mesmo, fraldas descartáveis. “As atitudes conscientes precisam ser continuamente reforçadas e devem ser uma mudança de comportamento de todos nós para o bem coletivo”, reforça o coordenador operacional.