Connect with us

.

Prefeito Victor Coelho Celebra Avanço da Macrodrenagem na Beira Rio para Enfrentar fortes Chuvas

Published

on

A frente de obras de macrodrenagem, na Beira Rio, segue avançando. as equipes deram início às perfurações no muro da avenida, onde esta sendo alocadas as estruturas que escoarão a água da chuva até o rio Itapemirim.

Trata-se de galerias de concreto, principal componente da nova rede de macrodrenagem da cidade, que também foi instalada por toda a extensão da obra, passando por vias do centro e na Linha Vermelha, até a região do bairro Nova Brasília.

Na Beira Rio, as atividades estão concentradas na altura da rua César Missi. No local, as equipes já deram início à pavimentação de um trecho, onde já foram concluídos os serviços de escavações. Para a realização dos trabalhos, previstos para serem concluídos no próximo mês, a avenida segue interditada para a passagem de veículos.

“Estamos expandindo a rede de drenagem do município com quase quatro quilômetros de novas estruturas, incluindo galerias de concreto e manilhas de PEAD, material altamente flexível e resistente. Essa iniciativa vai aumentar, de forma expressiva, a capacidade de escoamento da água das chuvas, abrangendo pontos que, atualmente, carecem de qualquer elemento para esse fim”, avalia a secretária municipal de Obras, Lorena Vasques.

“Chegamos na reta final dessa importante obra, que será um marco histórico para a infraestrutura urbana de Cachoeiro, com benefícios diretos e indiretos para diversas regiões que sofrem com alagamentos em tempos de chuvas”, pontua o prefeito Victor Coelho.

Mudanças no trânsito

Para mitigar os efeitos no fluxo de veículo da cidade, a Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito (Semseg) preparou uma série de intervenções temporárias, que envolve a inversão de sentido em pontes e vias da região.

Para os condutores que seguem pelas ruas Capitão Deslandes (popularmente, conhecida como “Rua dos Bancos”) e Rui Barbosa, a opção é seguir pela rua Costa Pereira e acessar a rua 25 de Março. Nesse ponto, é possível realizar o contorno pela Ponte Municipal Fernando de Abreu ou, mais adiante, pela ponte Carim Tanure, que teve seu sentido invertido para a margem contrária do Rio Itapemirim.

A seguir, os motoristas podem virar à esquerda, pela rua Samuel Levi, também com sentido invertido, entre a avenida Pinheiro Junior e a ponte Juscelino Kubitschek – estrutura que está com mão única no sentido Centro -, conduzindo os veículos até a avenida Beira Rio, na altura da rua Joaquim Vieira, trecho que está liberado para tráfego.

Em função da mudança de sentido da rua Samuel Levi e da ponte Carim Tanure, outras alterações provisórias foram implementadas na região, para permitir que os condutores acessem o Centro, sem dificuldades.

O segmento da avenida Dr. Ubaldo Caetano Gonçalves, situado entre o Tiro de Guerra e o antigo Detran, teve sua disposição viária ajustada, para operar em sentido duplo, a fim de dar vazão ao fluxo de veículos provenientes das ruas Alziro Viana e João Mota, assim como da Ponte de Ferro. 

Esses veículos seguem em direção à avenida Pinheiro Junior, pela rua Eduardo Gomes (ladeira do Tiro de Guerra) que, por sua vez, também passa por uma inversão de sentido, rumo à Ponte Municipal Fernando de Abreu.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As Mais Destacadas